Point of no Return

20 de Abril de 2011 Concursos
"Point of no return" é uma expressão muito usada na Astronáutica para designar o ponto na trajetória de uma nave espacial onde o combustível disponível não é suficiente para trazê-la para o ponto de origem. Passado esse ponto a nave tem duas opções: continuar ou continuar, pois voltar não é mais uma opção viável.
A expressão também é usada quando a distância ou os esforços necessários para a volta seriam maiores do que o necessário para empreender o resto da viagem ou da tarefa que se propôs fazer. Aplicada em nossas vidas, indica o ponto além do qual devemos continuar em determinado curso de ação, porque voltar é fisicamente impossível, quer porque fazê-lo seria proibitivamente caro ou perigoso.

Concurseiros também têm seu "ponto sem retorno". Diferente para cada um, é o ponto onde já se investiu tanto tempo, recursos e esforços para estudar para concursos públicos que não vale mais a pena abandonar tudo e tentar outra alternativa profissional. Além disso, desistir de tudo e conformar-se em voltar para o mercado da iniciativa privada seria bastante complicado se a pessoa optou por estudar em tempo integral, afinal de contas, como explicar o que fez naquele período? Você acha que "estudei para concursos públicos, mas como não passei, desisti" caíra bem? Com certeza não.

Imagine um gerente de uma empresa entrevistando uma pessoa como você. Quando pergunta o que fez nos últimos anos, você responde fatídico "estava estudando para concursos públicos, mas como não consegui passar, voltei a procurar um emprego". Ele vai concluir que você não estudou direito, não é perseverante e por isto está desistindo (enfim, não irá te contratar!). Seja sincero, você contrataria essa pessoa sabendo que ela poderá amanhã fazer a mesma coisa, desistir e "deixá-lo na mão"?

Quando você sofrer alguma derrota na guerra dos concursos públicos e pensar em desistir, pare e pense com cuidado se você já não atingiu seu "ponto sem retorno", pois se atingiu, desistir será uma derrota ainda maior e possivelmente muito mais negativa que continuar lutando. A derrota faz parte da guerra, é sendo derrotado que pavimentamos nosso caminho para as vitórias.

Fonte: Editora Impetus

Visitas: 134
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)