Quando os números teimam em surpreender

29 de Junho de 2011 Concursos
Semana passada a Fundação Carlos Chagas, banca organizadora do concurso do Banco do Brasil, para os estados do Amazonas, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina divulgou a estatística preliminar de inscritos divididos por macrorregiões.

O Amazonas teve 2.867 inscritos, no Espírito Santo 26.928, já em Minas Gerais 28.241 inscritos. No Rio Grande do Sul foram 64.381 e no Rio de Janeiro 84.072 inscritos. No estado de Santa Cataria foram 25.822 inscritos, totalizando 232.311 mil inscritos.

Tendo em mente que esse concurso é para formação de cadastro reserva para o cargo de Escriturário, o qual exige apenas nível médio completo e oferece salário de R$ 1.280,10 com gratificação semestral de 25% paga mensalmente, os números surpreendem mesmo.

O estado que mais se destaca em número de inscritos é, sem dúvida alguma, o do Rio de Janeiro com quase 85 mil inscritos, seguido de perto do Rio Grande do Sul com aproximadamente 65 mil inscritos.

Essas estatísticas provam três coisas:

1 - Apesar do salário um tanto baixo se comparado com a média oferecida para nível médio nos concursos públicos federais, o mesmo ainda atrai muita gente;

2 - Se alguém apostou que as notícias de meses atrás de "fim dos concursos públicos" afetou o ânimo dos concurseiros, enganou-se;

3 - Tem muita gente querendo sair da iniciativa privada e passar a "trabalhar para o governo", mesmo que seja numa empresa pública.

Se um concurso como o do Banco do Brasil para o cargo de Escriturário atraiu tanta gente, imagine o quanto não atrairá os vários concursos do executivo federal que estão represados e que uma hora ou outra terão de ser lançados?! Quem está estudando agora saíra com grande vantagem quando isso acontecer.

Fonte: Editora Impetus

Visitas: 124
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)