Fique por dentro de tudo que acontece nos principais concursos do Brasil

15 de Setembro de 2010 Concursos
Na quarta-feira (08/09), o presidente Lula sancionou a lei que cria os tão esperados 6.804 cargos de analista e técnico no Ministério Público da União (MPU), que inclui o Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Militar e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Todas essas novas vagas deverão ser preenchidas por meio de concurso público de forma escalonada em quatro anos a partir de 2011.

Essa é uma boa notícia para quem prestou o concurso público do MPU, no último final de semana, para o qual estavam previstas no edital apenas 594 vagas, deverá haver um poupudo aumento de nomeados em tal concurso.



Foi divulgado pela assessoria de imprensa da Polícia Federal que o órgão aguarda autorização do Ministério do Planejamento para realizar concurso público para 380 vagas de agente administrativo, cargo que exige apenas nível médio, e para 100 vagas de papiloscopista, o qual já exige nível superior, em qualquer área, e carteira de habilitação, tendo no mínimo a categoria B. Os salários são, respectivamente, de R$ 2,8 mil e R$ 7,5 mil.

A expectativa do órgão é de que as autorizações sejam concedidas em breve e os concursos sejam realizados ainda este ano, no máximo no início de 2011.



Semana passada o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia abriu concurso público com 426 vagas temporárias e cadastro de reserva para os cargos de conciliador e de juiz leigo. Por conta da remuneração modesta, R$1.538,38 para conciliador e R$2.709,61 para juiz leigo, o concurso tende a ser regional.

Para concorrer ao cargo de conciliador é necessário ser bacharel em Direito, Administração, Psicologia ou Serviço Social, ou estar matriculado em um destes cursos a partir do 7º período em instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Para as chances de juiz leigo a exigência é nível superior completo em Direito e experiência comprovada de no mínimo dois anos na função.



Ótima notícia para concurseiros da área de educação. O Ministério da Educação (MEC) recebeu autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e planeja lançar concursos públicos para 12.000 vagas até dezembro, as quais deverão suprir a demanda das 214 novas escolas da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. As oportunidades serão distribuídas entre os cargos de professor e servidor técnico-administrativo e o concurso não deverá demorar a acontecer.

Fonte: Editora Impetus

Visitas: 116
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)