Arrocho orçamentário suspende concursos públicos

10 de Fevereiro de 2011 Concursos
Nesta quarta-feira, 9 de fevereiro, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciaram um corte de R$ 50 bilhões no orçamento federal. Como parte dos acertos fiscais, serão revistas as autorizações para concursos e a nomeação dos concursandos. "Serão analisados caso a caso. Novas contratações serão olhadas com lupa", anunciou a ministra.

Concursos nos poderes Judiciário e Judiciário (tribunais), Legislativos e Legislativos (Senado) e os de âmbito municipal e estadual continuam com previsão de realização para este ano. O Ministério do Planejamento não responde pelas áreas executiva, legislativa e judiciária dos estados e municípios.
Devido aos eventos que serão sediados no Brasil, nos anos de 2014 e 2016, o efetivo da Polícia Federal e Rodoviária Federal precisa ser reforçado, aumentando as expectativas para o não cancelamento de tais concursos.

Especialistas advertem que cortes como estes são comuns em início de um novo governo. Portanto, a decisão dos Ministérios não deve desanimar os concurseiros, muito menos diminuir o ritmo nos estudos. Além disso, existem várias oportunidades no Executivo Federal que deverão ser abertas para manter políticas públicas.
Visitas: 122
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)