TSE: previsão de organizadora em maio

14 de Abril de 2011 Concursos
Os preparativos para o concurso do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) continuam acelerados. A previsão é que a organizadora seja contratada em maio e que i edital saia em agosto. Serão oferecidas oportunidades de nível médio para o cargo de técnico judiciário e de ensino superior para a função de analista.

Segundo a Coordenadora de Gestão de Pessoas do Órgão, Zélia Oliveira de Miranda, a seleção oferecerá mais chances para os cargos de analista da área judiciário e técnico da área administrativa.

O rendimento chega a R$ 4.656,09 para técnico, já contando com R$ 1.331,03 de Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ) e R$ 663 de auxílio-alimentação. Já para analistas, os vencimentos são de R$ 7.214,52, com R$ 2.183,84 de GAJ e R$ 663 de benefício alimentício.

Para o professor Will Feliz do Grancursos, os que desejam ingressar na carreira pública devem ser disciplinados e perseverantes. "O candidato deve acreditar no seu potencial e se dedicar entre quatro e oito horas diárias para atingir essa meta", enfatiza Will.

O professor de Direito do Grancursos deu ainda conselhos aos candidatos em relação aos pontos que devem ser mais estudados. "Dê uma atenção especial para a disciplina de Direito Eleitoral, pois é peso 2 e possui o maior número de questões", explica o especialista em Direito Eleitoral.

Will ainda cita os principais temas da disciplina que foram cobrados nos últimos editais e que devem receber merecida atenção no programa de estudos: Conceitos e natureza jurídica do Direito Eleitoral; Lei dos Partidos Políticos: conceito de partido; representação nacional. Prestação de contas e desligamento; Sistemas Eleitorais e critérios de elegibilidade. Inelegibilidade na LC n° 64/1990, que foi atualizada pela LC n° 135/2010; Alistamento Eleitoral: Resolução n° 21.538/2003; Artigos 118 a 121 da CF/1988 e Propaganda eleitoral X propaganda partidária.

No último certame realizado em 2006 foram ofertadas 280 vagas, sendo 138 para analista e 142 para técnico. A seleção ocorreu através de três etapas: um aprova objetiva, uma prova discursiva e análise de títulos. O exame objetivo teve 80 questões das disciplinas de Conhecimentos Básicos (30) e de Conhecimentos Específicos (50). Para ser aprovado, era necessário acertar pelo menos metade das perguntas de cada disciplina.

Foram convocados 702 candidatos, mais do que o dobro do numero de chances oferecidas, sendo 280 para o cargo de técnico administrativo e 173 para analista da área judiciária. Este concurso teve validade máxima de quatro anos que vence agora em abril. O novo certame terá o mesmo prazo de validade.

Fonte: Fonte: Folha Dirigida, 12/04/2011

Visitas: 131
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)