Campanha Dando o sangue pelos concursos

30 de Setembro de 2011 Concursos
O "guru dos concursos", William Douglas, mais uma vez traz uma campanha criativa e que estimula a solidariedade ao próximo: Dando o sangue pelos concursos. E, como a Impetus News quer ver você cada dia mais ligado no mundo dos certames, fomos conferir o que é necessário para participar desta campanha.

A campanha não só divulga, mas também conscientiza o concurseiro da importância do ato de amor e solidariedade que é a doação de sangue. A imprensa e as instituições de saúde fazem campanhas anuais tentando conscientizar a população sobre este tipo de ação em prol do outro.

A campanha Dando o sangue pelos concursos irá reunir todas as redes sociais de William Douglas e também será divulgada nas redes sociais da Editora Impetus. Ela irá mostrar que o concurseiro não é só preocupado com seus estudos, mas também com o bem do próximo, mais um motivo para que ele deseje tanto ser um servidor público.

Como funciona a campanha?

oImprima o símbolo da campanha,clicando aqui
oProcure o hemocentro mais perto de você.
oPeça para alguém tirar uma foto sua enquanto doa sangue com o símbolo da campanha em lugar visível.
oEnvie esta foto com seus dados completos (nome e endereço) para promocao@williamdouglas.com.br. O envio vale como autorização de uso de imagem.

RESULTADOS
As cem primeiras fotos enviadas, de acordo com as especificações, ganharão um presente de William Douglas: o livro Poder Espiritual para a Vitória, um guia para momentos difíceis no caminho de todo concurseiro com palavras de apoio e incentivo.

As dez primeiras imagens ganharão, além do livro-guia, uma camisa dos concursos. As duas primeiras ganharão, além desses brindes, um livro autografado por William Douglas. Todas as fotos enviadas serão divulgadas nas redes sociais do autor, mesmo após o final da promoção.

REGULAMENTO

O recebimento das fotografias, para o propósito da promoção, será considerado a partir da liberação da edição de setembro do Informativo William Douglas (19/09) até o dia 09/10 à zero hora. Fotografias enviadas após esse período continuam valendo para a divulgação da campanha, mas estarão fora da promoção.
Para que as fotos enviadas sejam consideradas válidas, a mensagem do e-mail deve conter nome e endereço completos, e uma fotografia anexada no formato JPEG.

Não serão consideradas para a premiação fotografias em que não conste ou não seja visível a logo da campanha.

O envio acarreta a liberação/autorização para o uso de imagem (fotografia enviada + primeiro nome + estado de origem) em materiais associados à campanha no Informativo William Douglas e redes sociais.

Os vencedores serão divulgados na edição de outubro do Informativo William Douglas e nas redes sociais. Estão excluídos da promoção quaisquer participantes que sejam integrantes da equipe do autor, bem como seus familiares e associados. Mas não estão vedadas suas participações na campanha de doação.

Para os que ainda têm alguma dúvida sobre a doação de sangue, vejam as perguntas mais frequentes respondidas pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca). Não precisa ter medo, doar sangue faz bem!


Perguntas frequentes sobre doação de sangue:

- Doar sangue engorda ou faz emagrecer?
Ao doar sangue, você não engorda nem emagrece.

- Doar sangue engrossa ou afina o sangue?
Não engrossa nem afina o sangue, é apenas um mito.

- Doar sangue vicia?
Não. A doação de sangue não está relacionada a nenhuma dependência.

- É preciso algum documento de identidade?
Sim. O candidato deve apresentar documento original com foto, expedido pelo órgão oficial. Exemplos: carteira de identidade (RG ou RNE), passaporte, carteira de trabalho, carteira de identidade de profissional, carteira de habilitação com foto e certificado de reservista.

- Fiz uma tatuagem há um ano. Posso doar?
Sim. Quem fez tatuagem há mais de um ano pode doar sangue.

- Há substituto para o sangue?
Não. Ainda não há nenhum substituto para o sangue.

- O que é sangue universal?
Hoje sabemos que não existe sangue universal. Todas as pessoas têm características diferentes e, por isso, quando necessitam de transfusão de sangue, precisamos fazer exames pré-transfusionais independente do grupo sanguíneo do doador e do receptor.

- O que é feito com o sangue que doamos?
Após a coleta, a bolsa coletada é fracionada em componentes sanguíneos (concentrado de hemácias, de plaquetas e plasma). Esses componentes são liberados para uso somente após o resultado dos exames. As unidades que apresentam reatividade sorológica são descartadas. Uma única unidade doada pode beneficiar três pacientes.

- O que é sangue raro?
É um sangue com característica especifica de baixa frequência na população e, algumas vezes, pode ser uma característica familiar.

- O que se consegue em troca da doação de sangue?
A satisfação de beneficiar pessoas que não têm outra opção e dependem do gesto de pessoas como você para se sentirem melhor.

- Tomei vacina para hepatite B. Posso doar sangue?
A vacinação para hepatite B impede a doação por 48 horas.

- A mulher pode doar sangue durante o período menstrual?
Sim.

- Doar sangue dói?
Não.

- O que acontece se uma pessoa que não sabe se está anêmica quiser doar sangue?
O candidato à doação é atendido por um profissional do serviço de hemoterapia, que realiza um teste rápido para verificar se o doador está ou não anêmico.

- O que são situações de risco acrescido para se transmitir doenças através da doação de sangue?
Ter múltiplos parceiros sexuais ocasionais ou eventuais sem uso de preservativo, usar drogas ilícitas, ter feito sexo em troca de dinheiro ou droga, ter sido vítima de estupro, ser parceiro sexual de pessoa que tenha exame reagente para infecções de transmissão sexual e sanguínea, ter parceiro sexual que pertença a alguma das situações acima, dentre outras.

- O uso de medicamento pode impedir alguém de doar?
O uso de medicamento deve ser analisado caso a caso. Portanto, antes de doar, consulte o serviço de hemoterapia.

- Quanto tempo dura a doação?
O procedimento completo (cadastro, aferição de sinais vitais, teste de anemia, triagem clínica, coleta do sangue e lanche) leva cerca de 40 minutos.

- Quanto tempo leva para o organismo repor o sangue doado?
O organismo repõe o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas após a doação.

- Quem está fazendo regime para emagrecer ou dieta pode doar sangue?
Sim. Dietas para emagrecimento não impedem a doação de sangue, desde que ele não tenha comprometido a saúde do doador.

- Quem estiver fazendo tratamento homeopático pode doar sangue?
Sim.

- Quem estiver fazendo tratamento com algum antibiótico pode doar sangue?
Depende do motivo pelo qual a pessoa está tomando antibióticos. Em linhas gerais, para infecções simples e sem complicações, o doador deve aguardar 15 dias após a última dose do antibiótico para doar sangue. Infecções mais graves como pneumonia e meningite, entre outras, podem pedir um tempo maior para a liberação do candidato à doação.

- Quem estiver fazendo tratamento com algum anti-inflamatório pode doar sangue?
Dependendo do motivo, a doação pode ser realizada normalmente. Não se esqueça de informar o nome do anti-inflamatório que você esta tomando.

- Quem faz tratamento para acne pode doar sangue?
Depende do tipo de tratamento. Caso ele inclua o uso de antibióticos ou outros remédios de uso oral, não será possíivel doar.

- Quem tomou analgésico pode doar sangue?
Pode, mas é importante que no dia da doação o doador esteja sem dores.

- Grávidas podem doar sangue?
Não. Mas se o parto for normal, a mulher pode doar depois de três meses. Em caso de cesariana, após seis meses. Se estiver amamentando, aguardar 12 meses após o parto.

- É necessário estar em jejum para doar sangue?
O doador não deve estar em jejum. Tem de estar alimentado e descansado, mas ter evitado alimentação gordurosa nas quatro horas anteriores à doação.

- Quem está gripado pode doar sangue?
Recomenda-se aguardar sete dias após a cura para poder doar.

- Quem tem diabete pode doar sangue?
Se o diabético estiver controlando a doença apenas com alimentação ou hipoglicemiantes orais e não apresentar alterações vasculares, poderá doar. Caso ela tenha utilizado insulina uma única vez, não.


Fonte: Redação Impetus News

Visitas: 154
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)