Ministério do Trabalho e Emprego nomeia 117 aprovados no concurso para auditor fiscal

05 de Outubro de 2011 Concursos
O Ministério do Planejamento autorizou no dia 29 de setembro, a convocação de 117 aprovados no concurso para auditor fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Este quantitativo representa 50% do número de vagas oferecidas na seleção, realizada no ano passado. De acordo com a portaria, a posse poderá ocorrer a partir de outubro.

Embora o Ministério do Trabalho tenha conseguido a autorização para dar posse a mais 117 aprovados, o objetivo do ministro Carlos Lupi era de convocar todos os 220 excedentes do concurso. A prova disso é de que, no dia 18 de agosto, o MTE encaminhou, em caráter excepcional, um ofício ao Ministério do Planejamento ratificando esse objetivo.

No entanto, em conformidade ao artigo 11 do Decreto nº 6.944, de 21 de agosto de 2009, o Ministério do Planejamento autorizou apenas 50% da oferta original do concurso (234, no caso). Não se sabe se os outros 103 excedentes ainda poderão ser convocados até o término do prazo de validade da seleção, que vai até 1º de novembro.

A convocação de todos 220 excedentes também era uma reivindicação da presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho, Rosângela Rassy, e do senador Marcelo Crivella, que vem criticando a redução do número de fiscais do trabalho no Congresso Nacional.

Segundo a presidente do Sinait, atualmente, há cerca de 3 mil fiscais em atividade, sendo necessários mais 1.500. O próprio ministro do Trabalho, Carlos Lupi, já reconheceu a necessidade de pessoal, tanto que à época da elaboração da seleção solicitou 600 vagas ao Planejamento, mas só obteve autorização para preencher 234.

Fonte: Folha Dirigida

Visitas: 176
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)