Concurseiro, cuidado com Materiais de Estudo para Concursos Públicos

17 de Maio de 2012 Concursos
É bastante comum nesse período de publicações de editais e da expectativa de concursos previstos para este ano, a comercialização de materiais e cursos preparatórios (online e presenciais) em todo o país.

Por conta da grande procura por materiais de estudo, muitos oportunistas aproveitam a pressa e a boa fé dos candidatos, principalmente aqueles que estão iniciando agora, para vender todo tipo de bagulho: apostilas, resumos, cursos online... Todos no estilo "se colar, colou".

Para comprovar isso, basta acessar o site Reclame Aqui e buscar por apostilas ou cursos para concursos públicos.

É evidente a péssima qualidade de alguns materiais comercializados na internet. Seus autores estão mais preocupados em divulgar os preços e o número da conta bancária, do que simplesmente o conteúdo do material. São os chamados materiais "caça níqueis". De fato, quando iniciamos o estudo para concursos públicos somos atraídos por aquelas famosas frases de efeito, como "Edital publicado! Comece a estudar agora mesmo. Adquira já nossa apostila completa", "Concurso INSS publicado... Garanta já a sua vaga! Cursos presenciais e online".

Entretanto, a grande preocupação não é somente com a perda financeira, mas com o tempo jogado fora e a desmotivação causada depois de sucessivas reprovações pelo uso desse tipo de material.

Portanto, para evitar dores de cabeça e prejuízos futuros, tome alguns cuidados antes de adquirir os seguintes materiais:

Apostilas - alertamos sempre sobre o uso das apostilas, não pela questão do preço ou qualidade da impressão, mas pelo próprio conteúdo, que na sua grande maioria, encontra-se totalmente desatualizada e repleta de centenas de páginas com leis, códigos, regimentos, questões de concursos, que podem ser facilmente encontrados na internet (o tradicional Ctrl C e Ctrl V, sem nenhum tipo de comentários). Muitos professores e cursos sérios disponibilizam apostilas de ótima qualidade para seus alunos;

Livros - dificilmente você vai encontrar algum livro com algum tipo de problema, mas encontrará dificuldade com a didática de alguns autores, portanto é importantíssimo dar uma olhada antes de comprá-lo;

Vídeoaulas - devido à popularização do uso de equipamentos modernos e a qualidade da velocidade da internet, é cada vez maior a criação de vídeoaulas específicas para concursos públicos. Nem é necessário ser um professor especializado na área para isso. Basta dar uma olhada rápida nas redes sociais para identificar os cursos que realmente valem cada centavo do seu suado dinheiro;

Resumos - um resumo é algo muito pessoal, faz parte da intimidade do estudante em relação a sua interpretação do conteúdo estudado. Dificilmente, dependendo da matéria, será entendido de forma satisfatória por outra pessoa;

Além disso, ainda tem a questão da prática de comercialização de material pirateado. Fica aqui um importante alerta: não compre materiais piratas, não alimente esse tipo de mercado. Saiba que isso traz grandes prejuízos, pois desestimula professores e profissionais no desenvolvimento de materiais que podem ser o diferencial na sua aprovação.

Se pretendemos exercer a atividade pública com zelo, eficiência e honestidade, esta é uma ótima oportunidade para começar a praticar isso. Lembre-se que qualquer tipo de pirataria é crime. Não basta só vender, mas qualquer tipo de violação sem a expressa autorização do autor. Respeite o trabalho de profissionais dedicados e sérios. Não corra o risco de ser condenado por essa prática e reprovado na "ficha limpa", ou vida pregressa do candidato, para a posse em cargo público.

Veja recente condenação de um candidato/pirata, recém aprovado em concurso público, pelo site Ponto dos Concursos: Clique aqui!

RESUMO DA ÓPERA - "A voz do povo é a voz de Deus". Esse consagrado ditado popular serve com uma luva para dizer que na dúvida sobre qualquer material de estudo a melhor forma de orientação é sem dúvida a consulta entre os próprios colegas concurseiros e professores. Pode acreditar, se o material tiver algum problema o que não vai faltar é reclamação.

"Já se foi o tempo em que para estudar para concurso público bastava simplesmente comprar uma apostila na banca da esquina." (Fontenele).

FONTENELE é colunista do Blog Concurseiro Solitário. Ele é um concurseiro que preza pela qualidade dos materiais para concursos públicos.

Fonte: Blog Concurseiro Solitário - http://migre.me/97HeR

Visitas: 917
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)