TRT-RJ: Edital do concurso previsto para setembro

25 de Junho de 2012 Concursos
O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ) quer divulgar o edital do concurso em setembro. Desta vez, a afirmação veio do presidente da Comissão do Concurso, desembargador César Marques Carvalho, que adiantou que as provas objetivas poderão ser aplicadas em novembro. "Nossa pretensão é de abrir esse concurso até o fim de setembro. Tem muita coisa para acontecer, não depende exatamente só do tribunal para que a seleção saia. Depende de o projeto básico de edital ser aprovado pelos órgãos internos do TRT-RJ e dos contatos com as instituições interessadas em organizar o concurso", disse. "Com o edital saindo em setembro, provavelmente, as provas serão em novembro", acrescentou o presidente.

A declaração do desembargador confirma o que a presidente da Associação dos Servidores da Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro (ASJT-RJ), Solange Skinner, havia dito à FOLHA DIRIGIDA. Segundo ela, em recente reunião, a presidente do TRT-RJ, desembargadora Maria de Lourdes Sallaberry, disse aos membros da diretoria da ASJT-RJ que o edital sairia em setembro. O presidente da comissão confirmou os cargos de técnico e analista judiciários da área administrativa, analista judiciário da área judiciária e analista judiciário em execução de mandados.

A remuneração inicial prevista é de R$4.762,96 para técnico judiciário, R$7.321,39 para analista das áreas administrativa e judiciária e R$10.195,05 para analista em execução de mandados. Em todos os valores, já estão incluídos os R$710 de auxílio-alimentação. Na remuneração do analista em execução de mandados, também já estão inseridos os R$1.344,97 de auxílio-transporte. O desembargador afirmou que a nova seleção será igual à anterior, ocorrida em 2008, com apenas uma modificação. "A única mudança é que foi excluída do programa a exigência de que as pessoas tenham noção de BrOffice. O restante está tudo igual. Os futuros candidatos podem estudar tranquilamente pelo edital do concurso anterior, que todos vão se dar bem na hora da prova. Em Língua Portuguesa, fiquem atentos às novas regras", orientou.

Na seleção de 2008, foram aplicadas provas objetivas e discursivas, abordando as disciplinas de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos, além de os candidatos terem sido submetidos à elaboração de uma redação. Em Conhecimentos Específicos, foram cobradas questões sobre Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito do Trabalho, Noções de Direito Processual do Trabalho e Noções de Direito Constitucional. Houve, ainda, provas práticas de digitação para quem disputava a função de analista judiciário das áreas judiciária e administrativa, além de técnico judiciário da área administrativa.

Fonte: Folha Dirigida

Visitas: 129
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)