Inscrições para 510 vagas já estão abertas. Até R$9.461 mensais

02 de Julho de 2012 Concursos
Os interessados no concurso para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) já podem se inscrever para oferta de 510 vagas em cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior. As remunerações variam entre R$3.009,38 e R$9.461,15.

São oferecidas 92 vagas para analista em ciência e tecnologia, sendo 35 na administração central, em Brasília, e 57 nas demais unidades, no Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Pará e Minas Gerais, e 84 para tecnologista pleno 1, no Distrito Federal.

Para ambas as funções é necessário ter mestrado e/ou três anos de experiência, e a remuneração é de até R$9.461,15 (de acordo com a titulação), sendo R$3.884,92 de salário-base, R$3.649 pelo título de doutorado e R$1.623,23 relativos à gratificação de desempenho.

Para assistente em ciência e tecnologia, que exige o ensino médio, há 330 vagas, sendo 224 são para a administração central e 106 em outras unidades, e para técnico 1, de nível médio/técnico, as quatro oportunidades estão em Brasília. É preciso ter, no mínimo, um ano de experiência em ambos os cargos, e a remuneração é de R$3.009,38, sendo R$1.885,33 de salário-base e R$820,05 de gratificação de desempenho. Em todos os casos já estão incluídos os R$304 de auxílio- alimentação. A carga de trabalho é de 40 horas semanais.

As inscrições prosseguirão até as 23h59 de 18 de julho, no site do organizador, o Cespe/UnB. Após escolher o cargo/tema, unidade, localidade de vaga e cidade onde se deseja realizar as provas, será preciso pagar a taxa, de R$64 para os níveis médio e médio/técnico e de R$87 para os do superior, até o dia 31 do mesmo mês.

O pedido de isenção do pagamento deverá ser feito no período de inscrições, desde que o candidato e sua família tenham baixa renda ou ele seja desempregado, cadastrado no CadÚnico.

Prova já tem turno definido

A seleção para as 510 vagas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) será composta por provas objetiva, discursiva e prática/discursiva, marcadas para o dia 26 de agosto, em todas as unidades da Federação. Os tecnologistas farão os exames pela manhã, e os analistas, assistentes e técnicos, à tarde, em horários a serem definidos no edital de convocação, programado para ser publicado em 17 de agosto.

Os assistentes e técnicos terão quatro horas e meia para responder a 120 questões, abrangendo Língua Portuguesa, Matemática, Noções de Informática, Atualidades e Raciocínio Lógico. O exame de Conhecimentos Específicos versará sobre Noções de Direito Constitucional e Administrativo, Noções de Arquivologia, Qualidade no Serviço Público e Ética no Serviço Público.

As avaliações para os analistas e tecnologistas - com duração de cinco horas e meia - também terão 120 questões, com conteúdos sobre Ética no Serviço Público, Atualidade Brasileira, e Ciência e Tecnologia, para os analistas, e Noções de Direito Público, Noções de Economia, Atualidade Brasileira e Inglês Instrumental, para os tecnologistas. A prova de Conhecimentos Específicos variará de acordo
com a função e a área de atuação escolhida.

Os temas das questões discursiva e prática/discursiva variarão de acordo com a área pretendida, tendo, no máximo, 30 linhas acerca do assunto solicitado (estudo de caso, nota técnica ou parecer técnico, para o nível superior, e texto dissertativo abordando temas de Conhecimentos Específicos para os níveis médio e médio/técnico). Haverá ainda análise de títulos, cuja pontuação máxima é de 20 pontos para analista e tecnologista, e dez para assistente e técnico.

Serviço
Inscrições: www.cespe.unb.br/concursos/MCTI_12

Fonte: Folha Dirigida

Visitas: 128
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)