Série - Os 7 Pecados de um Concurseiro

02 de Julho de 2012 Concursos
A INVEJA
in.ve.ja
sf (lat invidia) 1 Desgosto, ódio ou pesar por prosperidade ou alegria de outrem. 2 Desejo de possuir ou gozar algum bem que outrem possui ou desfruta. 3 O objeto que provoca esse desejo. Var: invídia.

Porque começarmos com a inveja ? Porque quem é invejoso esquece de si próprio e das suas coisas para viver desejando ser ou ter algo de alguém. É o desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo que outra pessoa tem e consegue. O invejoso ignora tudo o que é e possui para cobiçar o que é do próximo.

Pense na seguinte situação: Você começou a estudar agora para concursos públicos e de repente fica sabendo que um antigo amigo de escola passou. Como você agiria nesse momento ? Se aproximaria dele para saber como ele estudou e quem sabe, seguir os passos dele e adequá-los a sua vida ou sairia espalhando para todos que esse concurso que seu amigo fez foi "marmelada", pois já existiam cartas marcadas, que esse amigo tinha um parente na banca ou no órgão para qual foi o concurso, que ele conseguiu o gabarito antes, que não entende como ele pode ter passado pois não o viu estudando um dia sequer... Bom, quem está na segunda situação, precisa rever os seus pensamentos. Um concurseiro invejoso passa muito tempo preocupado em difamar o mundo - que vai desde a idoneidade dos candidatos, passando pelo órgão para qual foi feito concurso, chegando até a banca organizadora.
Você pode encontrar esse tipo de concurseiro em chats, fóruns na internet, nas salas de cursinho como aquele que tenta desanimar a todos, plantando um monte de dúvidas, criando vários boatos para diminuir a concorrência. Ele perde um tempo precioso fazendo isso, não consegue passar em nenhum concurso , prejudicando no final das contas, somente à ele mesmo.

Não digo que a inveja seja totalmente ruim. Quando você sente uma "pontinha" de inveja ao imaginar que você poderia estar no lugar daquele candidato que passou, não há mal nenhum nisso, você está estudando também, está sonhando com o cargo público e é normal ter esse tipo de sentimento. O problema começa quando o concurseiro passa a odiar o mundo por não conseguir alcançar os seus objetivos e pior, começa a prejudicar os outros, tentando diminuir a vitória, a conquista ou as suas qualidades só por não consegue enxergar as que existe nele próprio. Todos somos diferentes, uns com uma capacidade mais rápida de aprendizagem, outros com uma mais lenta, temos vidas, realidades, nível aquisitivos diferentes, porém sendo apenas uma questão de tempo e persistência para conseguir chegar ao objetivo. Lembro-me de um professor que tive no cursinho que dizia que ele admirava muito aqueles candidatos que mal estudam e já conseguem assimilar muita matéria e passar, porém ele fazia parte dos candidatos que entraram pela insistência. Cada vez que ele via alguém passar, ele tentava descobrir como o indivíduo estudou e começava a copiar para o seu método de estudo. Até que chegou a vez dele e ele conseguiu passar para o MPU. Agora pense comigo: será que ele teria chegado a esse ponto se tivesse parado de estudar e perdido horas a fio, tentando "destruir" o estudo dos outros ?

O antídoto para a inveja é a : autosatisfação. Um concurseiro invejoso é aquele que não consegue ver qualidades em si próprio, não consegue ver a evolução dos seus resultados e não desenvolve seu próprio método de estudo. Procurar mensurar a sua evolução é o melhor remédio. Comece a fazer provas por esporte. Escolha uma matéria e olhe como é a sua evolução. Por exemplo: Português. Faça uma prova de português e veja a sua nota. Olhe o que errou e corrija, procurando assimilar a matéria. As provas de concurso repetem as questões, e o conteúdo de determinadas matérias não costumam variar muito. Veja como a nota melhorou - mesmo que seja em 1 ponto, não tem problema. Muitas vezes (muitas mesmo) a vaga é definida na diferença de 1 ponto.

Quando o concurseiro está satisfeito com ele mesmo e com os seus resultados, mesmo que ainda não tenha passado, mas vê a cada dia a sua progressão, ele segue para o objetivo sem perder o foco e, mas cedo ou mais tarde acaba atingindo e conquistando a tão sonhada vaga em um cargo público.

Autora: Monique Muniz é editora do Blog Concurseira Net - www.concurseiranet.com.br

Fonte: Monique Muniz é Editora do Blog Concurseira Net

Visitas: 180
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)