Inscrições abertas para Ministério do Planejamento

03 de Setembro de 2012 Concursos
Saiu na última quarta-feira, dia 29, a retificação do edital para o concurso de analista de políticas sociais, que define a lotação das vagas para Brasília/DF. Os interessados em participar da seleção já podem realizar as inscrições, abertas nesta segunda-feira, dia 3. A oferta é de 825 para analista de políticas sociais, cargo que exige nível superior em qualquer graduação. As oportunidades estão distribuídas da seguinte forma: 450 para Sáude, 248 para Gestão Social, 77 para Assistência Social, 30 para Educação e 20 para Previdência. Embora o edital do concurso informe que a remuneração seja de até R$5.770,63, com a inclusão de Gratificação de Desempenho de Atividades em Políticas Sociai (GDAPS) e de Vantagem Pecuniária Individual (VIP), ambas variáveis, a Assessoria de Imprensa do Ministério do Planejamento informou que o servidor só recebe esse valor após um ano de trabalho.

Ainda segundo a assessoria, os analistas vão ingressar recebendo R$5.270,53, incluindo o vale-alimentação de R$304. A carga horária é de 40 horas semanais. O regime de contratação é o estatutário. A seleção terá validade de um ano, podendo ser prorrogado por igual período. Embora a assessoria do ministério tenha informado, antes da abertura do concurso, que as vagas seriam só para Brasília, o edital não traz essa informação, limitando a informar que a lotação e exercício dos aprovados serão definidos pelo Ministério do Planejamento.

As inscrições poderão ser realizadas nas duas primeiras semanas de setembro, entre as 10h do dia 3 até as 23h59 do dia 16. Após preencher a ficha no site da Esaf, organizadora, será preciso imprimir o boleto e pagar a taxa, de R$100, em qualquer agência bancária até o dia 21 de setembro. Haverá postos de inscrições, para os candidatos que não possuem acesso à internet. No Rio de Janeiro, os interssados podem se dirigir ao Centro Regional de Treinamento da Esaf, no Castelo. Poderá soliticar a isenção da taxa, quem estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), integrante de família de baixa renda. O pedido deve ser feito durante o período de inscrição.

O concurso será composto por prova objetiva, que será aplicada em todas as capitais, abrangendo Conhecimentos Básicos e Específicos, além de exame discursivo e avaliação de títulos. A primeira etapa contemplará questões de Língua Portuguesa (15), Direito Público (15), Políticas Públicas (10), Economia Brasileira Contemporânea (10), Realidade Brasileira (10), Gestão de Pessoas (5) e Inglês (5). A segunda avaliação será composta de 20 questões de Legislação, 20 de Políticas Sociais e 20 de conteúdo específico para cada área de atuação. Os conteúdos serão: Serviços, Políticas e Movimentos Sociais para Assistência Social, Estatítisca Básica para Gestão Social, Legislação Tributária, Fiscal e Trabalhista para Previdência. Já para Educação e Saúde serão cobrados temas de Gestão da área.

Serviço
Inscrição online: www.esaf.fazenda.gov.br
Inscrição presencial: Conferir na FOLHA DIRIGIDA online ou no anexo III do edital

Fonte: Folha Dirigida

Visitas: 120
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)