ABIN aguarda autorização para 230 vagas

27 de Maio de 2013 Concursos
A Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), vinculada ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, segue no aguardo de autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para o pedido de abertura de concurso visando o preenchimento de um total de 230 oportunidades em dois cargos de níveis médio e superior.

Das ofertas, 30 serão para o cargo de agente de inteligência e 200 para a carreira de oficial de inteligência. O primeiro posto exige nível médio e conta com remuneração inicial de R$ 5.287,57, sendo R$ 4.914,57 de salário e R$ 373 de auxílio-alimentação. Já para concorrer a oficial, o candidato deve possuir nível superior. O salário previsto é de R$ 13.333,86, somados R$ 12.960,86 de vencimentos e R$ 373 de auxílio-alimentação. As jornadas de trabalho são de 40 horas semanais e, além da escolaridade exigida, os candidatos devem possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo, na categoria B (carro).

A última seleção teve edital divulgado em 2010 e foi organizada pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB). Na ocasião, foram ofertadas 80 vagas. As oportunidades eram para oficial técnico (50) nas áreas de administração (10), planejamento estratégico (1), arquitetura (1), arquivologia (1), ciências contábeis (1), jornalismo (1), publicidade e propaganda (1), estatística (4), desenvolvimento e manutenção de sistemas (7), direito (8), educação física (1), engenharia civil (1), engenharia elétrica (1), pedagogia (1), psicologia (4), serviço social (1) e suporte a rede de dados (6). Já para agente técnico (30), os postos eram nas áreas de administração (13), contabilidade (2), edificações (1), eletrônica (4) e tecnologia da informação (10).

Os concorrentes foram submetidos às etapas de provas objetivas (com 150 questões, sendo 40 de conhecimentos gerais - língua portuguesa e atualidades - e 110 de conhecimentos específicos) e discursiva (redação); investigação social e funcional; avaliação médica; e curso de formação em inteligência na Escola de Inteligência (ESINT).

Copa do Mundo
Durante reunião no início do mês de março, na sede do Comando Militar do Leste (CML), no Rio de Janeiro, foi aprovado o planejamento estratégico de segurança pública e defesa, que contempla as regras que nortearão as competições esportivas, como, por exemplo, defesa cibernética e combate ao terrorismo para a Copa das Confederações, que ocorre em junho, e a Copa do Mundo, que acontecerá no próximo ano. O plano foi assinado pelos ministros da Defesa, Celso Amorim; da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o secretário-executivo do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, general Roberto Sebastião Peternelli Junior.

Na ocasião, o diretor da Abin, Wilson Tezza, fez exposição sobre o serviço de inteligência. De acordo com ele, os setores de segurança envolvidos nos eventos devem produzir informações de 200 mil nomes de pessoas que estarão participando direta ou indiretamente das competições, sendo a maior parcela 98 mil voluntários que se cadastraram junto à comissão organizadora. Tezza explicou que para a realização das atividades, a Abin contará com reforço de 180 novos servidores dentro dos próximos meses. Esse quadro será formado por servidores de órgãos integrantes do Sistema Brasileiro de Inteligência (Sisbin) que serão capacitados ainda neste semestre. O diretor já apresentou os cursos que fazem parte do Programa de Capacitação em Inteligência.

Atualizada às 10h do dia 22 de abril de 2013
www.jcconcursos.com.br

Fonte: JC Concursos

Visitas: 251
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)