Entrevista - Jair Teixeira dos Reis

30 de Setembro de 2011 Entrevista
Nesta entrevista, ele conta um pouco sobre sua época de concurseiro, os desafios de estudar em uma cidade do interior e as recompensas obtidas com sua aprovação. Também dá dicas de estudo nas disciplinas que leciona (Direito Ambiental e Internacional), além de trazer uma mensagem positiva para os concurseiros desanimados com a batalha.


Para o senhor, quais são, hoje, os maiores desafios dos concurseiros e por quê?
As pessoas que estão em busca de um cargo público na atualidade objetivam muito mais a estabilidade do que especificamente a remuneração. Por isto, terão como desafio uma concorrência, além de numérica, também preparada. Logo, a aprovação ficará sempre perto de um índice de acerto próximo a 100%.

O senhor é Auditor do Trabalho desde 1996. Naquela época, quais foram as principais dificuldades que precisou enfrentar para passar no concurso que sonhava?
Naquela época estudávamos, quase sempre, de forma isolada, pois somente nos grandes centros urbanos era possível ter acesso a cursinhos preparatórios de boa qualidade. Vivíamos estudando por apostilas, na maioria das vezes desatualizadas. Podemos dizer que o desnível entre os candidatos acontecia em função do mecanismo de preparação, uns nos cursinhos de destaque e outros com acesso apenas às apostilas. Até lembro que nem sempre as informações sobre os editais de concursos chegavam às pequenas cidades do país. Mesmo assim, sonhávamos com a aprovação.

O senhor tem publicadas pela Impetus as obras Resumo de Direito Ambiental e Resumo de Direito Internacional e Comunitário. Elas são indicadas para universitários e concurseiros? Por quê?
Sempre digo aos meus alunos e concurseiros que toda obra, todo livro, toda apostila, tem um direcionamento na vida do estudante.
Inicialmente, produzimos estes livros voltados para os concursos públicos, todavia, recebemos manifestações de diversos docentes interessados em adotá-los em disciplinas de cursos de graduação e pós-graduação, momento em que tentamos atender aos respectivos públicos.
Para aperfeiçoá-los, acompanhamos, diuturnamente, os diversos editais de concursos em níveis federal, estadual e municipal, bem como os planos de ensino que recebemos das instituições de nível superior.

Para o senhor, qual é o maior diferencial de sua obra Resumo de Direito Ambiental para aqueles que prestarão concursos públicos?
Primeiramente, aqueles que prestarão concursos públicos deverão verificar o conteúdo temático do Direito Ambiental no certame em que se inscreveu.
O nosso Resumo de Direito Ambiental chegou à sua 5ª edição em virtude dos inúmeros candidatos aprovados. Ele apresenta como diferencial a teoria geral do Direito Ambiental. Destaca temas mais recorrentes da área, tais como: reserva legal, área de preservação permanente, educação ambiental, princípios etc.Nesta edição, apresentamos, ao final dos capítulos, esquemas para facilitar a revisão dos conteúdos e sua respectiva memorização.

Quais são os diferenciais de seu livro Resumo de Direito Internacional Comunitário para aqueles que prestarão concursos públicos?
O Resumo de Direito Internacional e Comunitário surgiu para atender a um público específico da área trabalhista. Disponibilizamos 150 exercícios de concursos públicos anteriores para o aperfeiçoamento do candidato. Outro diferencial que destacamos é a sua capitulação em conformidade com os recentes editais. Por fim, apresenta claramente o Direito Comunitário em suas vertentes, da União Europeia e do Mercado Comum do Sul (Mercosul), devidamente atualizadas.

Que dicas o senhor daria aos candidatos que precisam estudar essas disciplinas e não estão conseguindo?
Por tratar-se de disciplinas com cargas horárias e conteúdos programáticos reduzidos, na maioria dos currículos das instituições de ensino de nível superior, sugerimos aos estudantes a realização de estudos dirigidos por temáticas e com posterior realização de resumos e exercícios, especialmente aqueles cobrados pelas principais bancas de concursos. São temáticas de fácil aprendizagem, todavia, requerem muita atenção, afinal, sempre aparece alguma pegadinha nas provas. Então, destaque sempre os vocábulos: salvo, exceto, totalmente, somente, nenhuma, privativamente, exclui etc.

Que dica o senhor dá aos concurseiros que estão desanimados com os estudos, porque não passaram na primeira ou segunda tentativa?
Sempre preguei a seguinte tese: "o primeiro passo para a aprovação num determinado concurso é a efetivação da respectiva inscrição". Então, amigos concurseiros, não desanimem, pois o resultado positivo é o que almejamos em relação a cada um de vocês e em cada concurso. Não sejam egoístas, pois cada vez que tentarem esclarecer um conteúdo para um colega, mesmo que concorrente, vocês estarão se aperfeiçoando. A insistência os levará ao sucesso. Apenas sugiro a alternância de materiais de estudo: livros, apostilas, resumos, exercícios etc.

Fonte: Redação Impetus News

Visitas: 899
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)