30 Questões de Humanidades Respondidas e Comentadas

04 de Maio de 2012 Entrevista
Confira a excelente entrevista com o organizador da obra "30 Questões de Humanidades Respondidas e Comentadas" - professor Clodomiro José Bannwart Júnior

O senhor juntamente com uma equipe de autores acaba de lançar a obra 30 Questões de Humanidades Respondidas e Comentadas - De Acordo com a Resolução nº 75/2009 do CNJ pela Editora Impetus. Qual o principal objetivo deste livro para o leitor?

O principal objetivo é contribuir com o candidato que pretende seguir carreira na Magistratura. Que ele possa encontrar o conteúdo de Humanidades - que é muito extenso e denso - de forma concisa e objetiva em nosso livro. Além do mais, trabalhamos no sentido de tornar acessível esse conteúdo, sem perder o rigor que é necessário, para o candidato filtrar o que de fato interessa na hora de responder a prova nos certames vindouros.

Podemos dizer que o livro é leitura fundamental para os concurseiros que irão prestar provas da Magistratura, Defensoria e Promotoria. Por quê?

Sim! Porque os conteúdos de humanidades passam a ser cobrados, de saída, nesses três segmentos de concursos públicos: Magistratura, Defensoria e Promotoria. No caso da defensoria pública, por exemplo, os concursos têm privilegiado a cobrança de filosofia jurídica e sociologia do direito, além de direitos humanos. O nosso livro atende a essa demanda, na medida em que fornece as diretrizes gerais das principais temáticas e correntes do conteúdo de humanidades.

Qual é a proposta de estrutura da obra? Os leitores conseguirão apreender de forma profunda e eficaz?

Sim, conseguirão apreender seguramente. Aliás, essa foi uma preocupação fundamental na organização da obra. Que ela tivesse clareza e eficiência para o concurseiro. Há no grupo dos autores da obra dois juízes. Além do aprofundado conhecimento que dispõem na área jurídica, o Dr. Rogério Cangussu e o Dr. Alberto Júnior Veloso contribuíram enormemente ao verificarem se o livro, de fato, atendia a um público que necessita de técnica, objetividade, eficácia e rapidez no aprendizado. Os comentários a respeito de quem já leu a obra têm sido muito satisfatórios.

Além do livro ensinar, ele também faz o candidato refletir para que possa ter argumentos plausíveis e densos na hora da prova?

Esse é o ponto fundamental da obra. Além de fornecer uma possível resposta à pergunta que fora de objeto de prova já realizada, também indica ao final um quadro com conceitos relevantes. Então o candidato dispõe de três aspectos importantes nesse livro: 1) a apresentação de um conteúdo condensado que lhe permita um aprendizado da temática discutida; 2) um rol de conceitos relevantes que possibilita ao leitor ampliar o seu cabedal reflexivo no momento de enfrentar novas provas; 3) e um quadro geral - digamos um perfil - dos conteúdos e das provas de humanidades que estão sendo cobradas nos concursos da Magistratura, de acordo com a Resolução 75/2009 do CNJ.

Esta obra é a única no mercado que trabalha todos os pontos cobrados nos editais na área de Humanidade (Filosofia e na Teoria Geral do Direito e da Política, na Sociologia do Direito, na Psicologia Judiciária e na Ética no Estatuto da Magistratura Nacional) em formato de questões. Qual é o grande diferencial que a obra traz para o concurseiro?


De fato, é uma obra exclusiva no mercado. Não há nenhuma outra obra que faz esse trabalho de responder as questões que já foram objeto de avaliação em certames recentes. Outro diferencial da obra está no fato de abordar todo o conteúdo de humanidades no formato de questões. O diferencial para o público concurseiro é a agilidade na forma de absorver o conteúdo e de organizar as ideias para certames futuros. É uma obra prática, acessível e que tem por objetivo levar o candidato a alcançar êxito na hora de realizar a prova escrita e a prova oral da Magistratura. Sem deixar de considerar, como disse antes, tratar-se de uma obra plenamente útil para os concursos da Defensoria e da Procuradoria.

Fonte: Redação Impetus News

Visitas: 1053
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)