Como estudar Direito Civil?

26 de Janeiro de 2011 Área Jurídica
Estudar não é tarefa fácil, principalmente quando se é um concurseiro. Todo bom estudante está convicto de que determinação e planejamento são necessários para se estudar diariamente, uma vez que as tentações são muitas. Para ajudar no seu planejamento de estudos, o autor S. J. de Assis Neto, juiz de Direito em Goiás, autor da coleção "Curso Básico de Direito Civil", conversa com a equipe da Impetus dando dicas de como estudar a área civil para concursos.
"A melhor dica para se estudar direito civil para concursos, assim como qualquer matéria, é concentrar-se no objetivo demandado por cada etapa do concurso. Vale dizer, se você está se preparando para uma prova objetiva, procure os livros mais resumidos e os códigos comentados, mas sem se esquecer de sempre se atualizar com as jurisprudências mais recentes, principalmente as do STF e do STJ (este, aliás, contém muito mais matéria civil do que a Corte Suprema e vem realizando julgamentos importantes nessa área numa quantidade assustadora)", explica o autor.
S. J. de Assis Neto ressalta que o ponto crítico do Direito Civil é a grande extensão do conteúdo, por isso a melhor opção é o estudante encarar cada ramo da disciplina como uma matéria e se debruçar nos livros. Assis Neto relembra de sua época de concurseiro e dá como dica não passar horas e horas no estudo, mas encontrar seu tempo ideal, que difere em cada um, para manter a qualidade nos estudos, não se esquecendo do planejamento.
"Passar doze ou quatorze horas por dia estudando sem parar pode funcionar para alguns, mas esses são raros. A maioria dos mortais perde o rendimento do estudo e da concentração depois de longos períodos exercitando a mesma atividade, por isso é importante manter uma vida social normal e não desprezar a importância do descanso, pois ele lhe dará condições físicas para continuar na caminhada. Outro ponto a se destacar é a obstinação", diz Assis Neto.
O autor, visando à necessidade dos universitários e concurseiros, utilizou em sua coleção "Curso Básico de Direito Civil" (volume I - Parte Geral; volume II - Obrigações e Contratos e volume III - Direito das Coisas) uma linguagem objetiva, mas com um aprofundamento necessário para a compreensão da disciplina, além de trazer as posições jurisprudenciais.
Visitas: 2855
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)