Casa da Moeda prepara edital para 2º e 3º graus

21 de Outubro de 2011 Área Jurídica
A Casa da Moeda do Brasil, localizada em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro, está se preparando para realizar um novo concurso, que contemplará diversos cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior. Embora a oferta não tenha sido anunciada, o coordenador da seção de Recrutamento e Seleção, Pedro Monteiro da Silva, adiantou que haverá vagas para preenchimento imediato (todas para o Estado do Rio) e formação de cadastro de reserva.

Os futuros candidatos poderão concorrer às carreiras de assistente técnico administrativo, técnico industrial e operador industrial. No entanto, a Casa da Moeda ainda não informou quais especialidades serão oferecidas para cada cargo.
Ainda de acordo com o coordenador, no momento, os esforços estão concentrados na elaboração da minuta do edital. Concluída essa etapa, o documento seguirá para a diretoria do órgão, para ser avaliado. Após o parecer, será agendada uma reunião com a Fundação Cesgranrio, organizadora, para definir o cronograma, de acordo com a disponibilidade de datas da instituição.

O coordenador explicou que em virtude da implementação do novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), vários cargos foram agrupados em uma única carreira. Desse modo, algumas funções oferecidas na última seleção não virão na próxima com as mesmas nomenclaturas e atribuições. Ele confirmou, ainda, que na carreira de assistente técnico administrativo haverá especialidade exigindo apenas o nível médio (sem necessidade de especialização).

A seleção de 2009 ofereceu 1.449 vagas (todas para o Estado do Rio), sendo 39 para preenchimento imediato e 1.410 para cadastro de reserva. No nível médio, havia oportunidades para assistente de administração, agente de segurança (feminino e masculino) e auxiliar de produção, entre outros.

No médio/técnico, as chances foram para técnico de suporte, técnico industrial, técnico de enfermagem do trabalho e técnico de segurança do trabalho. Já os graduados puderam concorrer às funções de advogado, analista de nível superior (diversas especialidades), auditor, bibliotecário e assistente social, entre outras.

Na ocasião, os vencimentos iniciais variavam de R$958,08 a R$3.959,13, conforme o cargo. No entanto, com a implementação do novo PCCS, houve um reajuste, mas a autarquia ainda não informou os novos valores. Os habilitados serão contratados pelo regime celetista.

Diante da confirmação do novo concurso, os interessados em ingressar na Casa da Moeda devem iniciar a preparação com antecedência. Para isso, o programa da última seleção, realizada em 2009, deve servir como guia preliminar de estudo.
Na ocasião, foram propostas provas objetiva (para todos os cargos) e discursiva (somente para os advogados). A avaliação era composta por questões de Português, Matemática, Informática e Conhecimentos Específicos, de acordo com o cargo pretendido. Garantiu aprovação quem obteve, no mínimo, 50% de acertos no conjunto das provas e, ainda, não zerou nenhuma disciplina.

Fonte: Folha Dirigida

Visitas: 171
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)