IBGE recebe autorização para 7.825 ofertas

23 de Julho de 2013 Área Jurídica
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi autorizado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) a contratar, por tempo determinado, 7.825 profissionais para a realização de pesquisas econômicas e sociodemográficas de caráter temporário. O documento foi publicado na edição desta segunda-feira (15) do Diário Oficial da União (DOU).

Serão 7.600 vagas para agente de pesquisa e mapeamento (nível médio), 27 para analista de geoprocessamento (nível superior), 180 para agente de pesquisa por telefone (nível médio) e 18 para supervisor de pesquisa por telefone (nível superior).

As contratações serão efetuadas por meio de processo seletivo simplificado e o prazo de duração dos contratos deverá ser de até um ano, com possibilidade de prorrogação até o limite máximo de dois anos.

Revogação
A portaria nº 150, divulgada na edição do dia 6 de maio do DOU, que liberava o preenchimento, também por meio de processo seletivo temporário, de 950 vagas de agentes em pesquisa de saúde, foi revogada.

A função exigia ensino médio completo e o prazo máximo de duração dos contratos, considerando todas as prorrogações, seria de seis meses.

Concurso
O IBGE também foi autorizado pelo MPOG a preencher um total de 440 oportunidades, por meio de concurso público. A liberação foi disponibilizada na edição do dia 24 de abril do DOU.

As ofertas serão para as carreiras de pesquisador em informações geográficas e estatísticas (20), tecnologista em informações geográficas e estatísticas (60), analista de planejamento, gestão e infra-estrutura em informações geográficas e estatísticas (60) e técnico em informações geográficas e estatísticas (300). Para o último, o candidato deve possuir nível médio. Os demais postos exigem ensino superior completo.

Segundo o órgão, as vagas de nível superior (pesquisador, tecnologista e analista) serão preenchidas no Rio de Janeiro (140). Já o único posto de nível médio (técnico) terá as 300 oportunidades distribuídas entre diversas unidades da federação.

O prazo para a publicação do edital de abertura da seleção será de até seis meses, ou seja, até outubro.

Os salários iniciais, segundo a última tabela de servidores federais, são de R$ 5.909,63 (analista e tecnologista), R$ 6.557,47 (pesquisador) e R$ 2.491,88 (técnico). As jornadas de trabalho são de 40 horas semanais e os nomeados ainda contam com benefícios como auxílio-alimentação e auxílio-transporte.

Fonte: JC Concursos

Visitas: 429
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)