Polícia Rodoviária Federal não pretende cancelar concurso de 2009

23 de Maio de 2011 Área Policial
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta sexta, dia 20, uma nota a respeito do processo de retomada do concurso de 2009. De acordo com o documento, o órgão pretende retormar o certame com o aproveitamento da prova objetiva e da redação, já realizadas.

O concurso, que visa ao preenchimento de 750 vagas de policial rodoviário federal e atraiu mais de 100 mil candidatos em todo o país, está paralisado desde novembro de 2009, em função de fraude no resultado da prova objetiva, aplicada em outubro do mesmo ano. A FunRio, então organizadora, chegou a eliminar 27 candidatos que teriam sido beneficiados, mas apesar disso, a PRF recindiu unilateralmente o contrato, alegando que a fundação falhou ao garantir a segurança da seleção.

A fraude, com participação de funcionários da organizadora, foi constatada em investigação do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF-RJ). Entretanto, a conclusão foi de que o episódio não invalidou o concurso, uma vez que não houve indícios suficientes de violação prévia do sigilo dos gabaritos preliminares ou dos cadernos de questões.
Para retomar a seleção, a PRF dependeria apenas do banco de dados do concurso, que está de posse da FunRio. A entrega estaria sendo reivindicada na Justiça, no processo por meio do qual foi revalidada a rescisão de contrato entre as partes. Recentemente, a União também conseguiu na Justiça o bloqueio de até cerca de R$3,8 milhões, referentes ao pagamento de professores do curso de formação do concurso.

Fonte: Folha Dirigida 20/05/2011

Visitas: 98
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)