Polícia Rodoviária Federal retomará concurso

07 de Julho de 2011 Área Policial
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou uma nota em seu site na tarde de quinta-feira, dia 30 de junho, confirmando a negociação com a organizadora FunRio, para a retomada do concurso para 750 vagas para policial rodoviário federal. A seleção está paralisada há mais de um ano e meio, desde novembro de 2009, em função de fraude no resultado das provas objetivas. No entanto, diferente do que havia informado mais cedo a diretora-geral na PRF, Maria Alice Nascimento, que em seu perfil no site de relacionamentos "Facebook", afirmou que o departamento chegou a um acordo com a organizadora e que a seleção será retomada do concurso "pode estar na reta final".

Segundo a nota, nos últimos dias, a FunRio encaminhou à Direção-Geral da PRF uma nova proposta de acordo que contempla a transferência da base de dados do concurso - incluindo a relação dos aprovados nas etapas já realizadas (prova objetiva e redação) - para departamento, o que permite a retomada da seleção.

Além disso, de acordo com a nota, a fundação se dispõe também a retirar todas as demandas judiciais que poderiam impedir a continuidade do concurso. Dessa forma, permaneceria tramitando apenas a ação que trata dos valores que deverão ser desenvolvidos à União e à FunRio.
A proposta será encaminhada à Advocacia Geral da União (AGU) e, caso aprovada, será dado início ao processo de contratação de uma nova organizadora para concluir o concurso. "A continuidade do concurso de 2009 é uma das maiores prioridades de nossa administração", disse, na nota, a diretora geral.

[b]CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA

Retomada de concurso pode estar na reta final[/b]

Após uma longa mesa de negociações entre o Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF) e a Funrio, organizadora do concurso iniciado em 2009, um novo cenário se desenha para a conclusão do processo de seleção e a contratação de 750 novos agentes. Nesta semana a Funrio Direção Geral do DPRF uma nova proposta de acordo, que contempla a transferência da base de dados do concurso, com os aprovados na primeira fase, para o DPRF, o que permite a continuidade do processo seleção.

No novo acordo a Funrio se dispõe, além de repassar a base de dados, retirar todas as demandas judiciais que poderiam travar a continuidade do certame por outra organizadora, permanecendo somente a ação principal que trata dos valores que deverão ser desenvolvidos às partes, União e Funrio.
"A continuidade do concurso de 2009 é uma das maiores prioridades de nossa administração", confessa a Diretora Geral do DPRF, Inspetora Maria Alice Nascimento Souza. Segundo ela, a proposta será encaminhada para a Advocacia Geral da União, e com a aprovação, será iniciando processo de contração de uma nova organizadora para concluir a seleção e a formação dos novos policiais.


Fonte: Folha Dirigida 30/06/2011

Visitas: 121
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)