PRF vai retomar concurso de 2009. E programa abertura de 4.500 vagas

05 de Outubro de 2011 Área Policial

Foi assinado nesta última sexta-feira, dia 30 de setembro, o acordo extrajudicial entre Polícia Rodoviária Federal (PRF) e FunRio que permitirá a continuidade do concurso do departamento para 750 vagas de policial rodoviário federal, paralisado desde novembro de 2009.

O termo foi assinado no início da tarde, na Superintendência da PRF no Rio de Janeiro pela diretora-geral do departamento, inspetora Maria Alice Nascimento, e pelo presidente da Funrio, Mário Gaspare Giordano, na presença de diversos candidatos do concurso, que atenderam à convocação feita pela inspetora em seu perfil no Facebook.

Maria Alice Nascimento destacou que a retomada do concurso foi uma das metas traçadas pela atual direção, desde quando assumiu o comando do departamento. "Eu estou muito emocionada, feliz, por estarmos nesse momento concretizando, realizando mais um sonho, que é dar continuidade ao concurso de 2009", disse a inspetora.

Assinado o acordo, a FunRio terá 30 dias para entregar à PRF a base de dados do concurso, com a relação dos aprovados nas etapas já realizadas (prova objetiva e redação). As informações serão repassadas à nova organizadora, que será contratada pela PRF, para que possa ser dada sequência ao concurso, com a realização das etapas restantes: exame de capacidade física, avaliação psicológica, avaliação de saúde e curso de formação profissional.

É necessária ainda a obtenção dos recursos financeiros necessários à realização das etapas restantes. Quanto a isso, a PRF informou que está aguardando apenas a disponibilidade orçamentária por parte do governo federal. A expectativa da instituição é que o curso de formação seja realizado já no início de 2012, para que os aprovados sejam nomeados e possam estar atuando nas rodovias federais ainda no primeiro semestre.

A diretora-geral da PRF destacou a importância do acordo para que seja dada sequência à recomposição do efetivo do departamento, a fim de completar o quadro permitido de 13.098 policiais. "Como todos sabem, a Polícia Rodoviária Federal está com uma defasagem grande de efetivo e nós precisamos repor esse efetivo, iniciando agora com esse concurso."

A seleção foi suspensa em novembro de 2009 devido a fraude no resultado preliminar das provas objetivas, realizadas um mês antes. A fraude, com participação de funcionários da FunRio, foi constatada em investigação do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF-RJ).

O MPF-RJ concluiu que o fato não invalidou o concurso, uma vez que não houve indícios suficientes de vazamento do gabarito ou do caderno de questões, nem mesmo de benefício a outros candidatos, além dos 27 eliminados pela própria organizadora já na divulgação do resultado definitivo do exame objetivo.

Previsão de 4.500 vagas para novos concursos

Maria Alice Nascimento confirmou a programação de 4.500 vagas nos próximos três anos, antecipada pelo site da FOLHA DIRIGIDA, com informações da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF). "Temos uma previsão, uma proposta de mais 4.500 vagas durante os próximos três anos: 1.500 para 2012, 1.500 para 2013 e 1.500 para 2014. E tenho certeza que isso é de interesse da nossa sociedade, que tanto almeja e clama por segurança e proteção", destacou Maria Alice Nascimento.

Segundo a Assessoria de Imprensa da PRF, o pedido para os novos concursos encontra-se sob análise do Ministério da Justiça, que ainda precisará envia-lo para o Ministério do Planejamento, responsável pela autorização das seleções do Executivo federal. O cargo de policial rodoviário federal tem como requisito o ensino superior completo em qualquer área e proporciona remuneração inicial de R$6.108,95, já incluindo auxílio-alimentação de R$304.

Fonte: Folha Dirigida

Visitas: 148
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)