Saiu nova portaria de autorização. 583 vagas

13 de Outubro de 2014 Concursos


Saiu a nova portaria de autorização do Ministério do Planejamento para abertura do concurso para 583 vagas no Instituto Nacional de Câncer, no Rio de Janeiro. O Inca dependia apenas disso para divulgar o edital. Do total, são 558 vagas distribuídas pelos cargos de assistente em ciência e tecnologia (32 vagas; requisito de nível médio completo), técnico (174; médio/técnico), analista em ciência e tecnologia e tecnologista (76 e 276 vagas, respectivamente; superior). 
 
As contratações serão pelo regime estatutário (estabilidade), e a remuneração inicial varia de R$3.239 a R$14.128,75. Os valores incluem o auxílio-alimentação, de R$373, e podem variar de acordo com a função pretendida e a qualificação do candidato. A seleção será organizada pela Funcab, com as inscrições sendo recebidas no site da fundação, com taxa de R$78 para os cargos de níveis médio e médio/técnico e de R$97 para os de nível superior (com possibilidade de isenção, além de reserva de vagas para negros e deficientes).
 
Conforme acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Inca tem até março do ano que vem para substituir por meio do concurso os terceirizados irregulares que ainda atuam no instituto. O edital da seleção foi publicado em 22 de julho, no último dia do prazo de seis meses estipulado pelo Planejamento (a autorização foi concedida em janeiro), porém, sem o conteúdo programático e o cronograma. A situação foi o que gerou a necessidade de uma nova permissão.
 
Pesquisador – A nova portaria do Planejamento permite também a republicação dos editais para 25 vagas de pesquisador (mestrado ou doutorado e inicial de R$8.050,05 a R$12.525,08), cuja seleção é organizada diretamente pelo Inca. Os documentos foram divulgados fora do prazo inicialmente concedido pelo ministério. Para esse, a taxa de inscrição será de R$180, com os interessados devendo se candidatar no site do próprio instituto.
 
Ministério da Saúde – O edital inicialmente divulgado para o concurso do Inca inclui 185 vagas de tecnologista (nível superior; R$6.225,05), para trabalhar no Ministério da Saúde, em Brasília. O documento será mantido para as vagas no ministério, recebendo apenas os devidos ajustes, juntamente à divulgação do novo edital do Inca.
 

Fonte: Folha dirigida

Visitas: 414
Categorias: Todas as Notícias | Área Jurídica | Área Policial | Carreiras | Concursos | Concursos | Entrevista | Eventos | Facebook | OAB

0 Comentário(s)